a «Peregrinação diocesana ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima de Mulikela», em Moçambique, decorreu com a presença de «numerosí­ssimos fiéis»
a «Peregrinação diocesana ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima de Mulikela», em Moçambique, decorreu com a presença de «numerosí­ssimos fiéis»Em Moçambique, os membros da diocese de Gurúé realizaram a segunda Peregrinação diocesana ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima de Mulikela, nos dias 11 e 12 de maio. a iniciativa contou com a presença de numerosíssimos fiéis e dos alunos do Seminário Diocesano de São José. ao redor do andor com a imagem de Nossa Senhora de Fátima, os peregrinos iniciaram no sábado, 11 de maio, pelas 15h00, a peregrinação rumo ao santuário. Pedro Esquadro, recém-nomeado pároco de Mulekela e reitor do santuário diocesano, fez o acolhimento dos peregrinos, indicando o sentido da peregrinação e os temas escolhidos para a mesma: ano da fé, ano da evangelização e catequese e o XX aniversário da fundação da diocese. Depois de duas horas de peregrinação, o andor com a imagem de Nossa Senhora de Fátima, aos ombros de quatro sacerdotes, entrou solenemente na igreja do santuário com aclamações e gritos de alegria. Seguiu-se a missa dos peregrinos, presidida por Francisco Lerma, bispo de Gurúé. Durante toda a noite, os fiéis organizados e escalados por turnos, participaram na adoração noturna ao Santíssimo Sacramento. No domingo, 12 de maio, decorreu a eucaristia da Solenidade da ascensão do Senhor, durante a qual o padre Pedro Esquadro tomou posse como pároco da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima de Mulikela. antes da bênção final, Francisco Lerma fez a consagração da diocese a Nossa Senhora.com umas palavras de adeus dirigidas pelo pároco e o cântico da Salve Rainha encerrou-se esta segunda Peregrinação diocesana ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima de Mulikela, primeira paróquia da diocese, fundada em 1040, e primeira igreja dedicada a Nossa Senhora.