Responsável das Nações Unidas para os direitos humanos revelou a sua preocupação com a recente repressão sobre enormes manifestações na Papua, Indonésia, ocorridas esta semana. Governo deve permitir protestos Pacíficos, avisou Navi Pillay

Responsável das Nações Unidas para os direitos humanos revelou a sua preocupação com a recente repressão sobre enormes manifestações na Papua, Indonésia, ocorridas esta semana. Governo deve permitir protestos Pacíficos, avisou Navi Pillay
O Governo deve permitir protestos pacíficos e responsabilizar os responsáveis “‹”‹pela violência na Papua, Indonésia, avisou a alta comissária da ONU para os Direitos Humanos. Estes últimos incidentes são exemplos infelizes da supressão permanente da liberdade de expressão e do uso excessivo da força na Papua, insistiu Navi Pillay. Peço ao Governo da Indonésia que permita o protesto pacífico e responsabilize os envolvidos nos abusos [verificados].
Na terça-feira passada, a polícia terá disparado sobre manifestações e morto dois dos participantes na cidade de Sorong. Os indivíduos preparavam-se para assinalar o 50. º aniversário em que Papua se tornou parte da Indonésia. Pelo menos 20 manifestantes foram presos nas cidades de Biak e Timika no 1. º de maio. Muitos foram presos por levantar bandeiras pró-independência.
Navi Pillay sublinhou a necessidade de políticas e ações que resolvam os problemas subjacentes e as queixas da população local. a alta comissária disse que, desde maio de 2012, o seu gabinete recebeu 26 relatos referentes a alegadas violações dos direitos humanos, incluindo a denúncia de 45 mortes e casos de tortura, muitas das quais estão ligadas a agentes policiais.