Um grupo de deslocados entrou em conflito com as autoridades devido a um protesto contra as más condições de vida num acampamento de refugiados, na Jordânia. Dois dos feridos ficaram em estado grave

Um grupo de deslocados entrou em conflito com as autoridades devido a um protesto contra as más condições de vida num acampamento de refugiados, na Jordânia. Dois dos feridos ficaram em estado grave

Uma dezena de polícias sofreu ferimentos num confronto com refugiados sírios, no acampamento de Zaatari, na Jordânia. O espaço alberga 160 mil pessoas que fugiram da guerra e os tumultos ocorreram na noite de sexta-feira, 19 de abril. Segundo fonte policial, dois agentes ficaram em estado grave. Informações veiculadas pelas agências internacionais dão conta que as confrontações começaram quando uma centena de refugiados protestava contra as más condições do acampamento e por os polícias não deixarem que alguns deles saíssem do espaço, que abriu em julho do ano passado. Os refugiados vivem em barracas e reclamam com frequência a melhoria das condições do campo.