é um apelo conjunto para uma solução Política urgente para a prolongada guerra Síria, que já matou mais de 70 mil pessoas. Os responsáveis de cinco agências da ONU pedem aos líderes políticos que assumam as suas responsabilidades com o povo
é um apelo conjunto para uma solução Política urgente para a prolongada guerra Síria, que já matou mais de 70 mil pessoas. Os responsáveis de cinco agências da ONU pedem aos líderes políticos que assumam as suas responsabilidades com o povo as Nações Unidas querem que os líderes políticos assumam as suas responsabilidades para com o povo sírio e o futuro da região. Depois de tantas famílias dilaceradas e comunidades arrasadas, escolas e hospitais destruídos e sistemas de água em ruínas (… ) parece ainda haver um insuficiente sentido de urgência entre os governos e as partes que poderiam colocar um fim à crueldade e carnificina na Síria, sublinharam os responsáveis de cinco agências da ONU. Pedimos [a esses governos e às partes envolvidas] que usem a sua influência coletiva para insistir numa solução política para esta crise terrível, na qual centenas de milhares de pessoas já perderam as suas casas e vidas e futuro – numa região já num ponto sem retorno, insistiram. No artigo publicado no New York Times, a subsecretária-geral da ONU para os assuntos Humanitários, Valerie amos, a diretora executiva do Programa alimentar Mundial (PaM), Ertharin Cousin, o alto comissário para os Refugiados, antónio Guterres, o diretor executivo da UNICEF, anthony Lake, e a diretora-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Margaret Chan, referem que as agências estão a trabalhar para lá da sua capacidade para ajudar os mais atingidos pela violência. Mas sublinham que encontrar uma solução para o conflito é a única maneira de parar com as crescentes necessidades da população.