O secretário de Estado dos Estados Unidos conseguiu o apoio da China para enfrentar as ameaças da Coreia do Norte, durante uma visita à Ásia. John Kerry aproveitou para reunir com os representantes dos países apontados como alvos do regime de Pyongyang

O secretário de Estado dos Estados Unidos conseguiu o apoio da China para enfrentar as ameaças da Coreia do Norte, durante uma visita à Ásia. John Kerry aproveitou para reunir com os representantes dos países apontados como alvos do regime de Pyongyang
O governo chinês comprometeu-se a trabalhar em conjunto com os Estados Unidos da américa (EUa) na procura de um solução para a crise na península coreana. a promessa foi feita este fim de semana ao secretário de Estado norte americano, John Kerry, durante uma visita à Ásia destinada a angariar apoio face às ameaças da Coreia do Norte de atacar a Coreia do Sul, o Japão e as bases americanas na região. Nesta deslocação, Kerry encontrou-se também com o primeiro-ministro e o ministro de Negócios Estrangeiros do Japão. O país está dentro da área de alcance dos mísseis norte-coreanos e por isso tem tomado precauções perante um possível ataque. Entre outras medidas, os japoneses instalaram um sistema anti-mísseis americano nos arredores de Tóquio e enviaram dois navios de guerra para o mar, com ordens para abater foguetes e mísseis disparados contra o país.