Michel Djotodia, que assumiu o poder no mês passado na República Centro-africana após um golpe de Estado que derrubou o Presidente François Bozizé, foi eleito Presidente interino pelo conselho superior de transição

Michel Djotodia, que assumiu o poder no mês passado na República Centro-africana após um golpe de Estado que derrubou o Presidente François Bozizé, foi eleito Presidente interino pelo conselho superior de transição

O líder da coligação rebelde foi eleito Presidente interino da República Centro-africana, por aplausos de aclamação, na primeira reunião do conselho superior de transição, formado por todos os grupos políticos do país. Michel Djotodia que se autoproclamou Presidente depois de tomar Bangui, a cidade capital do país, em 24 de março, era o único candidato ao cargo. De acordo com fonte diplomática, a eleição~, que decorreu sábado, 13 de abril, foi um pré-requisito para dar alguma legitimidade a Michel Djotodia, já que os seus homens, da coligação Séleka, controlam o país e a capital. No seu discurso após a eleição, o novo Presidente apontou a reconstrução da unidade nacional, a segurança, a procura da paz social a retoma da economia, como as tarefas atribuídas ao novo executivo.