a ONU está a chegar com ajuda alimentar a 51 mil pessoas no estado sudanês do Nilo azul. Esta semana já conseguiu iniciar as primeiras entregas na região em conflito ao fim de 19 meses, mas precisa de mais fundos para alimentar todos os necessitados

a ONU está a chegar com ajuda alimentar a 51 mil pessoas no estado sudanês do Nilo azul. Esta semana já conseguiu iniciar as primeiras entregas na região em conflito ao fim de 19 meses, mas precisa de mais fundos para alimentar todos os necessitados
Na primeira ronda de distribuição foram dadas rações de alimentos para dois meses para cerca de 12 mil pessoas em Geissan e 39 mil em Kurmuk, anunciou quinta-feira, 11 de abril, o Programa alimentar Mundial (PaM). a iniciativa pretende alcançar pessoas em seis localidades, antes da época das chuvas, que se inicia em maio, mas ainda necessita de cerca de 20 milhões de dólares (15,2 milhões de euros) para obter 17 mil toneladas de alimentos para essa resposta. No que chamou de um grande avanço, na semana passada, o PaM anunciou que as primeiras rações alimentares da ONU chegaram às primeiras pessoas afetadas pela guerra no Estado do Nilo azul, desde 2011, quando as regiões rurais ficaram isoladas, nas proximidades da fronteira com o Sudão do Sul. Na altura, a interrupção na distribuição deveu-se a restrições de insegurança e de movimentos impostas pelo governo sudanês.