O Governo dos Estados Unidos deve trabalhar no seu conjunto para fechar o centro de detenção de Guantánamo, na ilha de Cuba. as Nações Unidas salientam que o encarceramento indefinido de detidos é uma clara violação do direito internacional

O Governo dos Estados Unidos deve trabalhar no seu conjunto para fechar o centro de detenção de Guantánamo, na ilha de Cuba. as Nações Unidas salientam que o encarceramento indefinido de detidos é uma clara violação do direito internacional
Estou profundamente desapontada que o Governo dos EU a não tenha sido capaz de encerrar Guantánamo, apesar de repetidamente se ter comprometido a fazê-lo, sublinhou a alta comissário para os Direitos Humanos, Navi Pillay. Segundo a assessoria de Navi Pillay, cerca de metade dos 166 detidos do centro foram limpos’ de acusações para uma transferência para os seus países de origem ou países terceiros para se fixarem aí. No entanto, esses detidos permaneceram em Guantánamo, enquanto outros teriam sido designados para uma detenção por tempo indeterminado. alguns deles vegetam neste centro de detenção há mais de uma década, sublinhou Pillay. Isto levanta sérias preocupações no âmbito do direito internacional. Uma atitude que prejudica gravemente os Estados Unidos, por se tratar de um país defensor dos direitos humanos, que enfraquece a sua posição sobre violações de direitos humanos noutros lugares.