Um polícia foi baleado quando tentava impedir um furto aos veículos que transportavam ajuda humanitária para as vítimas das cheias, na província de Buenos aires
Um polícia foi baleado quando tentava impedir um furto aos veículos que transportavam ajuda humanitária para as vítimas das cheias, na província de Buenos aires Dois camiões com alimentos e colchões para as famílias desalojadas pelas inundações que atingiram a argentina no início da semana foram assaltados na madrugada desta sexta-feira, 5 de abril, próximo da Vila arguello, na província de Buenos aires. Um polícia tentou deter os assaltantes e foi baleado numa perna. Segundo fontes policiais, citadas pela imprensa local, o assalto foi efetuado por um grupo de delinquentes, no departamento de Berisso, uma das localidades mais afetadas pelas cheias. as pilhagens têm-se registado até durante o dia, mas o ministro da Segurança, Ricardo Casal, desvalorizou as ocorrências. Houve 16 denúncias de saques em estabelecimentos comerciais. Trata-se de grupos de pessoas organizadas que ocasionaram pequenos problemas em alguns bairros, nada mais, afirmou o governante. Depois da tempestade, o governo mandou reforçar a vigilância policial nas zonas atingidas para prevenir os roubos.