Confrontos entre budistas e muçulmanos já fizeram 43 mortos e provocaram a destruição de mais de 1300 casas. Há pelo menos 11. 000 deslocados
Confrontos entre budistas e muçulmanos já fizeram 43 mortos e provocaram a destruição de mais de 1300 casas. Há pelo menos 11. 000 deslocados Uma onda de violência entre budistas e muçulmanos está a deixar um rasto de morte e destruição em Mianmar. O último balanço, feito este fim de semana pela imprensa local, dá conta da existência de 43 mortos e mais de 1300 casas destruídas. Os confrontos estão a alastrar-se a várias cidades do país, obrigando à fuga de pelo menos 11 mil pessoas. as autoridades detiveram 68 suspeitos. Este é um regresso àviolência religiosa, depois dos embates ocorridos o ano passado, no estado de Rakhine, terem provocado 180 mortos e 110 mil deslocados. Representantes da sociedade civil, do governo, do partido Liga para a Democracia da ativista aung San Suu Kyi, e de grupos religiosos divulgaram um comunicado conjunto neste sábado, 30 de março, pedindo respeito pela diversidade cultural do país.