Os adeptos da seleção brasileira de futebol aproveitaram uma partida disputada em Londres para fazerem campanha a favor da tribo awá, uma das mais ameaçadas do mundo. Os indígenas estão desesperados com o avanço dos madeireiros
Os adeptos da seleção brasileira de futebol aproveitaram uma partida disputada em Londres para fazerem campanha a favor da tribo awá, uma das mais ameaçadas do mundo. Os indígenas estão desesperados com o avanço dos madeireiros Os líderes da tribo awá lançaram um apelo urgente ao governo brasileiro para que faça cumprir a ordem de expulsão dos madeireiros dos seus territórios, decretada por um juiz do Tribunal Federal. O magistrado tinha ordenado a retirada dos invasores até final de março, mas até ao momento nenhum intruso foi despejado, para desespero das comunidades indígenas, que veem a floresta a desaparecer sem poderem agir. Os fãs da seleção brasileira de futebol juntaram-se à campanha de apoio à tribo. Não posso acreditar que isso está acontecendo na frente dos olhos do nosso governo. Vou dizer a todos os meus amigos no Brasil para ajudarem e apoiarem a campanha para salvar os awá, disse um dos muitos adeptos que se deslocaram esta semana a Londres para assistir ao jogo da seleção canarinha contra a Rússia, exibindo um dos ícones da ação promovida pela Survival Internacional, uma organização não governamental de defesa dos povos indígenas. Desde o lançamento da campanha, em abril de 2012, quase 50. 000 cartas foram enviadas ao governo brasileiro instando-o a expulsar os invasores. É um escândalo que os awá sejam levados a tal desespero. Conforme eles ouvem dia e noite motosserras em sua floresta, parece-lhes que a decisão do juiz e as promessas do governo foram esquecidas. Os awá precisam de ação, agora, afirmou o diretor da Survival, Stephen Corry.