Num dos países mais violentos da américa Latina, centenas de crianças e adolescentes estão a ser vítimas da violência generalizada. as instituições que trabalham para defender os direitos dos menores na Guatemala estão alarmados
Num dos países mais violentos da américa Latina, centenas de crianças e adolescentes estão a ser vítimas da violência generalizada. as instituições que trabalham para defender os direitos dos menores na Guatemala estão alarmadosDesde o início de 2013, atos violentos provocaram a morte a 244 crianças na Guatemala. Só em ataques com armas de fogo morreram 69 desses menores, anunciou esta semana o Escritório de Direitos Humanos da arquidiocese de Guatemala (ODHaG). Em conferência de imprensa, Nery Rodenas, diretor do ODHaG, referiu que os altos níveis de violência no país da américa Central afetam de maneira alarmante as crianças e os adolescentes. No país, as organizações que trabalham para os direitos das crianças e adolescentes estão seriamente preocupadas com esta problemática, porque as instituições responsáveis pela segurança dos cidadãos não trabalham com responsabilidade, disse Nery Rodenas, citado pela agência Fides. Segundo dados oficiais, com uma média de 15 assassinatos por dia, a Guatemala é um dos países mais violentos da américa Latina.