Os soldados fiéis ao regime sírio e os rebeldes da oposição envolveram-se em confrontos na província de Homs, junto à fronteira com o Líbano. Vários rebeldes morreram e alguns militares terão sido sequestrados
Os soldados fiéis ao regime sírio e os rebeldes da oposição envolveram-se em confrontos na província de Homs, junto à fronteira com o Líbano. Vários rebeldes morreram e alguns militares terão sido sequestrados as forças da oposição ao regime de Bashar al-assad e os militares do exército governamental travaram esta quarta-feira, 13 de março, duros confrontos na província de Homs, no centro da Síria, causando a morte a quatro combatentes rebeldes e alguns feridos, revelou em comunicado o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH). Os combates verificaram-se durante um ataque a um posto de controlo, junto à fronteira com o Líbano, e há informações, ainda por confirmar, que um grupo de militares foi sequestrado. O bairro de Baba arm, em Homs, voltou a ser bombardeado por um caça da aviação do regime, o que obrigou ao encerramento de uma estrada que liga a cidade à capital, Damasco. Os rebeldes iniciaram domingo um ataque a Baba amr, um ano depois do exército ter assumido o controle da área. Segundo o OSDH, na sequência dos ataques, 10 soldados do exército que estavam na base militar de al-Hamidiye, ao sul de Maaret al-Nooman, uma cidade do noroeste do país, desertaram.