Patriarca greco-melquita pede à comunidade internacional que deixe de enviar armas à Síria e ajude a promover o diálogo, para que se chegue a uma solução diplomática para o conflito
Patriarca greco-melquita pede à comunidade internacional que deixe de enviar armas à Síria e ajude a promover o diálogo, para que se chegue a uma solução diplomática para o conflito O patriarca greco-melquita, Gregorios III Laham, fez um apelo ao mundo inteiro para que acabe com o envio de armamento para a Síria e procure encontrar uma solução para um conflito que já provocou mais de 70 mil mortos. O grito de alerta do líder da Igreja Melquita surge na sequência do ataque violento ao bairro Mazraa, registado a semana passada, que provocou 53 mortos, 235 feridos e danificou uma escola e um hospital. Suplicamos que ouçam a nossa voz e os sofrimentos do mundo sírio. Ninguém tem o direito de se desculpar ou negar suas responsabilidades diante do massacre, das destruições, das violências; nem diante do ódio e do rancor entre os filhos da mesma pátria, escreveu Gregorios III Laham, num documento divulgado pela agência Fides. Dirigindo-se em concreto aos Estados Unidos da américa e à Rússia, o patriarca greco-melquita pediu aos responsáveis dos dois países que prossigam seus esforços sinceros com o diálogo e por uma solução política e global para a Síria. a Sua Santidade o Papa e aos responsáveis da Santa Sé apostólica de Roma implorou que lancem uma iniciativa diplomática da Igreja católica baseada na sua influência espiritual mundial.