Um novo centro para a promoção do diálogo entre cristãos e muçulmanos foi aberto na cidade de Jos, na Nigéria, onde se têm registado nos últimos anos graves conflitos entre pessoas de diferentes religiões
Um novo centro para a promoção do diálogo entre cristãos e muçulmanos foi aberto na cidade de Jos, na Nigéria, onde se têm registado nos últimos anos graves conflitos entre pessoas de diferentes religiões Por iniciativa da Igreja local, foi inaugurado em Jos, na Nigéria, um centro de diálogo inter-religioso, para promoção da reconciliação entre cristãos e muçulmanos. Neste local encontrar-se-ão as vítimas e os responsáveis pelos conflitos e atos de violência, que receberão ajuda para se compreenderem uns aos outros, discutindo as suas diferenças, escutando-se e vivendo juntos, explicou Ignatius Kaigama, arcebispo de Jos. Durante a cerimónia de abertura, o prelado destacou o empenho da Igreja na unidade do país. Há mais coisas que unem os nigerianos do que as que os dividem. apesar das nossas diferenças étnicas, religiosas e políticas, todos somos seres humanos que desejam concretizar os seus sonhos, e isso é o que Deus espera, afirmou Kaigama, perante os representantes de várias comunidades islâmicas. Jos tem cerca de 900 mil habitantes e é a capital do estado de Plateau. Nos últimos anos, a cidade e a região que a rodeia têm sido cenário de ondas de violência, causadas por tensões de carácter económico, social e político, que acabam por colocar em confronto algumas comunidades cristãs e muçulmanas.