Empregados das agências alimentares da ONU receberam um prémio que distingue o trabalho no terreno em conjunto. O galardão pretende levar a uma maior cooperação entre as organizações
Empregados das agências alimentares da ONU receberam um prémio que distingue o trabalho no terreno em conjunto. O galardão pretende levar a uma maior cooperação entre as organizaçõesFuncionários da Organização das Nações Unidas para a alimentação e a agricultura (FaO), do Fundo Internacional para o Desenvolvimento agrícola (FIDa) e do Programa alimentar Mundial (PaM), foram reconhecidos esta quinta-feira, 14 de fevereiro, pela importância da sua colaboração na resolução de questões globais. as equipas das agências alimentares da ONU têm trabalhado, nos último anos, em Moçambique, para ajudar a melhorar a situação da segurança alimentar. O primeiro Prémio de Excelência para o trabalho no terreno em conjunto foi dado aos funcionários das três organizações, numa cerimónia realizada em Roma, durante o Conselho Executivo do FIDa. O prémio pretende incentivar uma maior cooperação entre as organizações ao reconhecer a excelência do trabalho já alcançado. Nenhuma organização pode resolver o problema da segurança alimentar sozinha. O espírito de equipa demonstrado pelos nossos funcionários é essencial para efetivamente concretizar as tarefas necessárias para ajudar os moçambicanos a livrarem-se da fome e da pobreza, referiu Ertharin Cousin, diretora executiva do PaM, segundo um comunicado enviado à imprensa. Os funcionários das três organizações têm utilizado as suas vantagens comparativas e competências para alcançar um impressionante nível de sinergia, ao serviço dos mais vulneráveis, afirmou José Graziano da Silva, diretor-geral da FaO. Os programas que conduziram com habilidade e compromisso têm ajudado milhares de pequenos agricultores e as suas famílias, acrescentou.