Para criar novas dinâmicas na diocese de Coimbra, indo ao encontro da nova evangelização, os fiéis vão ter a possibilidade de frequentar uma ação de formação. Tudo para dar um novo dinamismo e impulso à cidade dos estudantes
Para criar novas dinâmicas na diocese de Coimbra, indo ao encontro da nova evangelização, os fiéis vão ter a possibilidade de frequentar uma ação de formação. Tudo para dar um novo dinamismo e impulso à cidade dos estudantesEm Coimbra, a Escola Diocesana de Leigos propôs a toda a diocese o curso Vamos conhecer o Concílio Vaticano II (por dentro), porque, segundo os responsáveis pela iniciativa, é necessário apostar na qualificação dos recursos humanos da diocese para criar o dinamismo de que carece e o impulso que a nova evangelização exige. Não nos podemos contentar em ter alguém para acudir a uma necessidade como por exemplo a catequese, ministérios, grupo coral, ou celebrações. a primeira preocupação é a formação e preparação daqueles a quem confiamos tarefas comunitárias, refere uma nota dos serviços de comunicação diocesanos. as formações dos leigos têm sido, aliás, um assunto recorrente em todas as reuniões ou assembleias diocesanas. É evidente que a pobreza de conhecimentos, frequentemente doutrinais, não pode dar bons resultados, lê-se no texto. No primeiro semestre deste curso, que iniciou no último mês de setembro, Coimbra e Cantanhede registaram um número significativo de participantes, especialmente cristãos empenhados na vida paroquial e diocesana. a próxima ação de formação inicia terça-feira, 19, às 21h30, e realiza-se no âmbito do ano da Fé.