arcebispo no Peru convida os fiéis a não terem medo de viver segundo a sua fé e de o testemunharem publicamente. a tomada de posição surge na sequência da aprovação de uma lei que despenaliza as relações sexuais entre menores e adultos
arcebispo no Peru convida os fiéis a não terem medo de viver segundo a sua fé e de o testemunharem publicamente. a tomada de posição surge na sequência da aprovação de uma lei que despenaliza as relações sexuais entre menores e adultosO arcebispo de arequipa, Javier Del Rio alba, emitiu uma nota a condenar a sentença do Tribunal Constitucional do Peru que despenaliza as relações sexuais consensuais entre menores (dos 14 aos 18 anos) e adultos. O prelado considera que a medida é uma aberração, vai deixar os menores mais desprotegidos e promover o caos moral e sexual. Nesse sentido, apela aos cristãos que defendam o valor da vida e não tenham medo de testemunhar a sua fé. Ser cristão é viver contra a corrente, mas não tenham medo de dizer publicamente que são cristãos, afirma o arcebispo, convidando os fiéis a viverem segundo a sua fé, a testemunharem a verdade e a defendê-la. Segundo Javier alba, a aprovação da nova lei faz parte de uma estratégica para facilitar o uso indiscriminado da pílula do dia seguinte, a legalização do aborto e a eutanásia. Na sua opinião, o programa, já estabelecido na Europa, tem apenas preocupações financeiras.