Em Laos, três religiosos foram detidos porque difundiram a religião cristã. Responsáveis da «Human Rights Watch» consideram esta detenção como «arbitrária»
Em Laos, três religiosos foram detidos porque difundiram a religião cristã. Responsáveis da «Human Rights Watch» consideram esta detenção como «arbitrária»

Depois de comprarem e gravarem três cópias de um DVD com conteúdos cristãos, três pastores e o proprietário da loja foram presos, em Laos, quando testavam o material no estabelecimento comercial. Às autoridades, os religiosos explicaram que fizeram cópias do filme para uso doméstico, mas as suas declarações foram em vão. a acusação de suposta difusão da religião cristã provocou a detenção dos três. O proprietário do estabelecimento saiu em liberdade.

a Human Rights Watch for Lao Religious Freedom denunciou esta detenção como arbitrária e, através de um comunicado, pediu a libertação imediata dos detidos, solicitando ao governo do país a punição das autoridades policiais do distrito de Pinh por abusos de poder contra os cristãos. À agência Fides, várias fontes confirmaram a atitude repressiva da polícia contra os cristãos na província de Savannakhet. Em setembro de 2012, no distrito de Pinh, a polícia prendeu outros três pastores, ainda hoje detidos por atividades religiosas ilícitas.