a ONU declarou 2013 como o «ano Internacional da Cooperação da Água». através de esforços de cooperação entre países e organizações, as Nações Unidas esperam melhorar significativamente as condições de vida da população mundial
a ONU declarou 2013 como o «ano Internacional da Cooperação da Água». através de esforços de cooperação entre países e organizações, as Nações Unidas esperam melhorar significativamente as condições de vida da população mundial a Organização das Nações Unidas (ONU) lança esta segunda-feira, 11 de fevereiro, o ano Internacional da Cooperação pela Água na sede da Organização das Nações Unidas para Educação, Cultura e Ciência (Unesco), em Paris, França. a cerimónia, inaugurada por Irina Bokova, diretora-geral da Unesco, conta com a participação de representantes de governos, de ONG’s, e de cientistas. De acordo com a agência, serão discutidos os mecanismos para a cooperação pela água, e acordos regionais e nacionais para a sua administração. atualmente, 145 países partilham pelo menos umabacia hidrográfica com outra nação, uma situação que, segundo responsáveis da Unesco, revela que a cooperação é bem mais frequente do que os confrontos pelo recurso natural. a Unesco explica que a administração das águas entre países está relacionada com o desenvolvimento económico e sustentável, alterações climáticas e segurança alimentar. Esta agência das Nações Unidas destaca como caso de sucesso um acordo feito entre a argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, pela conservação e proteção ambiental do aquífero Guarani, uma das maiores reservas subterrâneas de água doce do mundo. a sede da Unesco recebe também a exposição ‘Água no Coração da Ciência’. ao longo do ano, serão realizados eventos sobre a cooperação pela água no Tajiquistão, Suécia e Hungria.