O secretário-geral da ONU saudou o acordo de paz negociado entre o governo Mianmar e a Organização Independência de Kachin que pode trabalhar para um quadro político de travar o conflito violento no norte do estado de Kachin
O secretário-geral da ONU saudou o acordo de paz negociado entre o governo Mianmar e a Organização Independência de Kachin que pode trabalhar para um quadro político de travar o conflito violento no norte do estado de Kachin Ban Ki-moon insta as partes a prosseguirem os seus esforços para uma paz verdadeira e sustentável em Kachin e espera que os últimos desenvolvimentos resultem no silenciamento das armas em Mianmar [ex-Birmânia], pela primeira vez desde a sua independência, assinalou o porta-voz do secretário-geral da ONU, sobre o acordo entre as autoridades birmanesas e a KIO. No mês passado, as autoridades de Naypyidaw anunciaram um cessar-fogo unilateral, após uma ofensiva de três semanas contra combatentes rebeldes da etnia Kachin. Cerca de 75 mil pessoas fugiram das suas casas neste estado, desde que a guerra começou em junho de 2011 entre tropas do governo e rebeldes de Kachin. Ki-moon reiterou o compromisso das Nações Unidas para ajudar e apoiar o povo da ex-Birmânia, incluindo os seus bons ofícios e os da equipa que a organização tem neste país asiático.