a Etiópia é um dos cinco países, a nível mundial, onde se regista uma taxa de 50 por cento de mortalidade materna. além dos óbitos registados, há ainda os casos de milhares de mulheres que sofrem deficiências a longo prazo
a Etiópia é um dos cinco países, a nível mundial, onde se regista uma taxa de 50 por cento de mortalidade materna. além dos óbitos registados, há ainda os casos de milhares de mulheres que sofrem deficiências a longo prazoTodos os anos morrem cerca de 25 mil mulheres devido a complicações durante o parto, e outras 500 mil sofrem deficiências a longo prazo, revelam dados do Fundo das Nações Unidas para a População. a Etiópia, por exemplo, é um dos cinco países onde se regista uma taxa de 50 por cento de mortalidade materna.

Segundo o Ethiopia Demographic and Health Survey, apenas um por cento das gestantes tem partos assistidos por médicos qualificados, uma situação que ocorre porque cada especialista segue cerca de 2. 500 pessoas. Um estudo conduzido pela Universidade de addis abeba, na região rural de Tigray, conclui que 80 por cento de todas as mortes maternas acontece nas habitações, e 50 por cento ocorrem devido ao atraso no transporte até às estruturas de saúde.