Foi publicada a mensagem do Papa para a Quaresma 2013 sobre o tema «Crer na caridade suscita caridade». é um convite a ligar a fé à caridade: «Nunca podemos separar e menos ainda contrapor fé e caridade», diz Bento XVI
Foi publicada a mensagem do Papa para a Quaresma 2013 sobre o tema «Crer na caridade suscita caridade». é um convite a ligar a fé à caridade: «Nunca podemos separar e menos ainda contrapor fé e caridade», diz Bento XVI a mensagem, tornada pública hoje, dia 1 de fevereiro, insiste sobre a ligação entre fé e caridade, pois seria errado ver entre elas um contraste ou uma dialética. De facto, quem acentua o caráter prioritário e decisivo da fé acaba por subestimar ou quase desprezar as obras concretas da caridade reduzindo-a a um genérico humanitarismo, diz o Santo Padre. Mas é igualmente redutor defender uma exagerada supremacia da caridade e a sua operatividade, pensando que as obras substituem a fé. Para uma vida espiritual sã, é necessário evitar tanto o fideísmo como o ativismo moralista, sublinha Bento XVI. Segundo o pontífice, na Igreja, devem coexistir e integrar-se contemplação e ação, de certa forma simbolizadas nas figuras evangélicas das irmãs Maria e Marta. a prioridade cabe sempre à relação com Deus, e a verdadeira partilha evangélica deve radicar-se na fé.
Às vezes tende-se a circunscrever a palavra caridade’ à solidariedade ou à mera ajuda humanitária. É importante recordar, porém, que a maior obra de caridade é precisamente a evangelização, ou seja, o serviço da Palavra, destaca ainda o Papa. Dado que Deus foi o primeiro a amar-nos (cf. 1 Jo 4, 10), agora o amor já não é apenas um mandamento’, é a resposta ao dom do amor com que Deus vem ao nosso encontro, acrescenta Bento XVI. Daqui deriva, para todos os cristãos e em particular para os agentes da caridade’, a necessidade da fé, daquele encontro com Deus em Cristo que suscite neles o amor e abra o seu íntimo ao outro’, explica o Papa, citando a sua encíclica Deus caritas est. Pela fé, entra-se na amizade com o Senhor; pela caridade, vive-se e cultiva-se esta amizade (cf. Jo 15, 14-15). a Quaresma começa no próximo dia 13 de fevereiro, com a celebração das Cinzas.