Em resposta a um apelo de Bill Gates e Warren Buffett, bilionários norte-americanos, um empresário sul-africano vai doar metade da sua fortuna a uma fundação de caridade
Em resposta a um apelo de Bill Gates e Warren Buffett, bilionários norte-americanos, um empresário sul-africano vai doar metade da sua fortuna a uma fundação de caridadeO bilionário sul-africano Patrice Motsepe, dono de uma das maiores empresas mineiras do mundo, com uma fortuna avaliada, segundo a aFP, em dois mil milhões de euros, anunciou esta semana que vai doar metade a programas de ação social. a necessidade e os desafios são grandes, e esperamos que o nosso compromisso encoraje outros na África do Sul e mesmo em outras economias emergentes a doar e a fazer do mundo um lugar melhor, disse o multi-milionário, em comunicado. Decidi há já algum tempo doar pelo menos metade dos recursos gerados pelos ativos da nossa família para ajudar sul-africanos desfavorecidos, pobres e marginalizados, explicou. O dinheiro deverá ser utilizado para melhorar as condições de vida dos sul-africanos pobres, deficientes e desempregados, bem como de mulheres, jovens e trabalhadores, disse a sua mulher, Precious, a uma rádio local. Com esta doação, Patrice Motsepe, de 51 anos, torna-se o primeiro bilionário do continente africano a aderir ao apelo lançado por Bill Gates e Warren Buffett, bilionários norte-americanos, para que pessoas com grandes fortunas doem metade do seu dinheiro. De acordo com a revista Forbes, a empresa de Patrice Motsepe, a african Rainbow Mineral, faturou, em 2012, 390 milhões de dólares (290 milhões de euros) com a extração de ouro, platina, ferro e carvão na África do sul, Zâmbia e República Democrática do Congo.