Cimeira da União africana reúne chefes de Estado e de governo de 54 países, em adis abeba, na Etiópia. O encontro tem como tema central a intervenção francesa contra os islamitas no norte do Mali, que será reforçada com tropas africanas

Cimeira da União africana reúne chefes de Estado e de governo de 54 países, em adis abeba, na Etiópia. O encontro tem como tema central a intervenção francesa contra os islamitas no norte do Mali, que será reforçada com tropas africanas
a situação no Mali irá dominar a vigésima cimeira da União africana (Ua), que está a decorrer desde domingo, 27 de janeiro, na capital da Etiópia. Participam no encontro os chefes de Estado de governo dos 54 países que integram a organização. No início da reunião, foi feito um minuto de silêncio em memória dos líderes africanos falecidos no ano passado, o ex-presidente ganês John atta Mills e o ex-primeiro-ministro etíope Meles Zenawi. além do conflito no Mali, os membros da U a abordarão outras situações de confrontos ou zonas de tensão em África, especialmente no leste da República Democrática do Congo (RDC), na Guiné-Bissau e na República Centro-africana. as negociações entre Sudão e Sudão do Sul também farão parte dos debates. Durante a cimeira, o presidente em exercício, o chefe de Estado de Benin, Thomas Boni Yayi, passará a pasta ao primeiro-ministro etíope, Hailemariam Desalegn.