No Guiúa, diocese de Inhambane, na Paróquia de Santa Isabel, a Irmã Catarina Nhanala professou os votos perpétuos. a missionária religiosa entrou definitivamente na congregação das Irmãs Franciscanas Missionárias de Maria
No Guiúa, diocese de Inhambane, na Paróquia de Santa Isabel, a Irmã Catarina Nhanala professou os votos perpétuos. a missionária religiosa entrou definitivamente na congregação das Irmãs Franciscanas Missionárias de Maria Mais uma Irmã Franciscana Missionária de Maria, natural do Guiúa, Moçambique, se consagrou definitivamente a Deus e à missão.como a igreja paroquial era pequena para acolher as centenas de pessoas que quiseram participar neste significativo ato, a celebração teve que ser realizada ao ar livre. a cerimónia foi de alegria, simplicidade e profundo simbolismo cultural. a Irmã Catarina Fernando Nhanala recebeu as insígnias – anel e cruz – e fez a profissão dos votos de castidade, pobreza e obediência com contida emoção. a Eucaristia foi presidida pelo bispo de Inhambane, adriano Langa. as Franciscanas Missionárias de Maria iniciaram a sua atividade em Moçambique em 1897, sendo uma das congregações missionárias mais antigas em Moçambique, com presença e atividade em quase todas as dioceses de Moçambique. Trabalham no Centro Catequético e na Paróquia do Guiúa desde 1973.