Os sacerdotes que trabalham no leste do estado do México têm sido coagidos por membros do crime organizado. alguns padres tiveram que dar dinheiro às organizações mafiosas para salvar a vida
Os sacerdotes que trabalham no leste do estado do México têm sido coagidos por membros do crime organizado. alguns padres tiveram que dar dinheiro às organizações mafiosas para salvar a vida a denúncia partiu do bispo da diocese de Netzahualcoyotl. Os sacerdotes da parte leste do estado do México têm recebido ameaças de morte por parte de elementos de grupos criminosos organizados e pelo menos uma dezena de párocos teve que dar dinheiro às organizações para escapar com vida. Felizmente, não há mortes nem violência, mas existe uma violência psicológica por meio de extorsão. São poucos os sacerdotes que deram dinheiro, outros foram capazes de lidar com a situação. Tivemos a sorte de ter o apoio das autoridades nesses casos difíceis, relatou Luís Sánchez, em declarações à agência Fides. as autoridades estaduais dizem-se preocupadas com a onda de assassinatos nas últimas duas semanas na capital do México – perto de 40 pessoas – mas não partilham da opinião do Procurador, Miguel Contreras, que associa o aumento da violência à presença na zona de pelo menos três grupos criminosos.