as autoridades argelinas lançaram um ataque ao complexo gasí­fero para libertar os estrangeiros sequestrados por um grupo islamita. Dezenas de pessoas morreram na operação

as autoridades argelinas lançaram um ataque ao complexo gasí­fero para libertar os estrangeiros sequestrados por um grupo islamita. Dezenas de pessoas morreram na operação
Terminou na quinta-feira à noite, 17 de janeiro, o sequestro de dezenas de cidadãos estrangeiros e argelinos, no complexo de gás de Tigentourine, no sul da argélia. a operação militar de resposta ao ataque de um grupo islamita terá provocado mais de 30 mortos, entre reféns e sequestradores. O grupo preparava-se para levar uma parte dos reféns para um local mais seguro a bordo de veículos quando se deu a intervenção da força aérea argelina, informou a agência argelina aPS. Segundo o ministro das Comunicações, o sequestro foi realizado por um movimento terrorista quepretende implicar a argélia no conflito no Mali, desestabilizar o Estado argelino e destruir sua economia, baseada na exploração dos hidrocarbonetos. O grupo que realizou a ação afirmou que foi uma represália à operação francesa contra os grupos islâmicos no norte do Mali. Os aviões franceses que bombardeiam os rebeldes malinenses têm permissão para sobrevoar o espaço aéreo argelino.