a assinatura de um cessar-fogo e de outros acordos que detiveram o avanço rebelde sobre a capital da República Centro-africano mereceu o aplauso do secretário-geral da ONU. Mas este deixou um apelo ao respeito pelos compromissos assumidos
a assinatura de um cessar-fogo e de outros acordos que detiveram o avanço rebelde sobre a capital da República Centro-africano mereceu o aplauso do secretário-geral da ONU. Mas este deixou um apelo ao respeito pelos compromissos assumidosBan Ki-moon apelou esta terça-feira para que todas as partes envolvidas no conflito na República Centro-africana (RCa) cumpram os seus compromissos com o apoio internacional.

O secretário-geral saúda os acordos assinados em Libreville a 11 de janeiro de 2013: a declaração de princípio, o acordo de cessar-fogo e o acordo político para a resolução da crise na RCa, explicitou o porta-voz de Ban Ki-moon, numa declaração sobre os acordos alcançados na capital gabonesa.

O secretário-geral da ONU insta o Governo da RCa, os grupos político-militares, a coligação [rebelde] Séléka’ e os partidos de oposição à plena aplicação destes acordos, acrescentou o seu porta-voz.