Presidente norte-americano está a ser pressionado para encerrar Guantánamo. a amnistia Internacional quer que Barack Obama cumpra a promessa de fechar o centro de detenção em Cuba, feita em 2009

Presidente norte-americano está a ser pressionado para encerrar Guantánamo. a amnistia Internacional quer que Barack Obama cumpra a promessa de fechar o centro de detenção em Cuba, feita em 2009

a amnistia Internacional (aI) apela a Barack Obama que, no segundo mandato como presidente dos Estados Unidos da américa (EUa), concretize a promessa de fechar o centro de detenção de Guantánamo, libertando os detidos ou levando-os a julgamento. a organização não governamental que defende os direitos humanos, lembra que dos 779 transferidos paraGuantánamo desde 2002, 166 continuam detidos sem terem sido acusados nem levados perante um tribunal. a aI defende ainda que o encerramento do centro de nada servirá sem uma mudança efetiva de paradigma ao nível da luta global contra o terrorismo porque as detenções ilegais simplesmente continuariam noutro lugar. aamnistia Internacional lançou este apelo nas vésperas do 11. º aniversário da transferência dos primeiros prisioneiros para Guantánamo, o qual irá coincidir ainda com a investidura de Barack Obama para o seu segundo mandato marcada para o próximo dia 20. Pouco depois de chegar ao poder, em janeiro de 2009, o presidente norte-americano prometeu encerrar o centro de detenção no prazo de um ano.