ao longo do último ano, os portugueses ajudaram a aMI a dar uma resposta ao número crescente de pedidos que chegaram a esta ONG. a organização revela os resultados das contribuições
ao longo do último ano, os portugueses ajudaram a aMI a dar uma resposta ao número crescente de pedidos que chegaram a esta ONG. a organização revela os resultados das contribuiçõesNuma mensagem divulgada esta semana, a assistência Médica Internacional (aMI) agradece o contributo de todos os que apoiaram a organização ao longo de 2012. Em Portugal, o contributo dos cidadãos permitiu que mais de 9. 500 pessoas recebessem apoio e acompanhamento social da aMI, e possibilitou que mais de 1. 100 pessoas tivessem consultas nos serviços de apoio médico e de enfermagem.

Na mesma nota, a organização portuguesa revela que no último ano mais de 10. 500 pessoas foram apoiadas através do serviço de distribuição alimentar, mais de 250 pessoas em situação de sem-abrigo foram ajudadas, e mais de 65 pessoas foram apoiadas na (re)inserção profissional.

a nível internacional, a aMI continuou o seu trabalho de ajuda humanitária na Guiné-Bissau, em São Tomé e Príncipe e apoiou 29 micro-projetos em 15 países. Em 2013, a aMI continuará asua missão de criar um mundo mais sustentável, mais harmonioso, mais inclusivo, mais tolerante, menos indiferente, menos violento, referem os responsáveis da organização.