«Sou incapaz de ver outra solução a sair destas possibilidades: ou há uma solução Política que é aceite pelo povo sírio, que responda às suas aspirações e direitos legítimos, ou a Síria transforma-se num inferno», avisou representante especial
«Sou incapaz de ver outra solução a sair destas possibilidades: ou há uma solução Política que é aceite pelo povo sírio, que responda às suas aspirações e direitos legítimos, ou a Síria transforma-se num inferno», avisou representante especial O representante especial conjunto das Nações Unidas e da Liga Árabe para a Síria deixou um aviso sério, no final de uma conferência de imprensa este fim de semana, no Cairo – última paragem de um périplo pela região, realizado como parte dos seus esforços para alcançar uma solução negociada política para acabar com o conflito neste país do Médio Oriente. Sou incapaz de ver outra solução a sair destas possibilidades: ou há uma solução política que é aceite pelo povo sírio, que responda às suas aspirações e direitos legítimos, ou a Síria transforma-se num inferno, disse Lakhdar Brahimi. as pessoas falam em dividir a Síria em muitos pequenos estados, como a Jugoslávia. absolutamente não! Isto não é o que vai acontecer. O que acontecerá é a ‘somalização’ do país: senhores da guerra e o povo sírio perseguido por pessoas que lhes roubam o futuro, subinhou Brahimi. antes da capital egípcia, o enviado tinha estado em Moscovo, no sábado, onde se encontrou com o ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergey Lavrov. Na semana passada, Brahimi já tinha estado em Damasco, capital da Síria, onde se reuniu com o Presidente Bashar al-assad. Esta visita ao Cairo destinou-se a informar o secretário-geral da Liga Árabe, Nabil El araby, sobre o andamento das reuniões.