Crianças em idade de frequentar o ensino pré-escolar são vendidas a traficantes e forçadas a trabalhar como escravas. O Parlamento indiano tem pronta uma nova lei de combate ao trabalho infantil mas tarda em aprová-la
Crianças em idade de frequentar o ensino pré-escolar são vendidas a traficantes e forçadas a trabalhar como escravas. O Parlamento indiano tem pronta uma nova lei de combate ao trabalho infantil mas tarda em aprová-laO projeto de lei está pronto mas já não será votado este ano pelo Parlamento indiano, porque os deputados não o consideram como prioridade. até que as novas regras de combate ao trabalho infantil passem no crivo dos parlamentares, a Índia vai continuar a figurar como o lar do maior exército de trabalhadores infantis do mundo, denuncia a organização não governamental (ONG) avaaz. Segundo informações desta ONG, há crianças indianas com apenas cinco anos que são vendidas a traficantes e forçadas a trabalhar como escravas, sofrendo abusos e agressões físicas. a nova lei iria banir completamente qualquer tipo de trabalho realizado por crianças com menos de 14 anos e proporcionar auxílio financeiro às famílias pobres, para que mantivessem os filhos na escola. No entanto, os parlamentares permitiram que a medida legislativa escorregasse de suas agendas, e os grupos indianos de defesa dos direitos da criança viram-se obrigados a criar uma petição para aumentar a pressão pública sobre os deputados. O objetivo é atingir um milhão de assinaturas.