Pistoleiros sequestram um autocarro e fazem 13 reféns. a intervenção do bispo de Pagadian foi crucial para que tudo acabara bem.
Pistoleiros sequestram um autocarro e fazem 13 reféns. a intervenção do bispo de Pagadian foi crucial para que tudo acabara bem. “Tudo acabou bem, graças à intervenção de Emmanuel Cabajar, bispo de Pagadian, que mediou entre os militares e os sequestradores de um autocarro no sul das Filipinas”, comentou à Misna Tiago Villahermosa, religioso redentorista.
“Tudo começou num posto de controlo militar. Os soldados detiveram um autocarro para uma verificação de rotina. Pediram aos passageiros para descer do autocarro, mas três ficaram dentro. Os três estavam armados e tomaram 13 passageiros, principalmente mulheres, como reféns”.
O governador da província de Misamis pediu pessoalmente ao bispo de Pagadian, pensando que os pistoleiros não confiariam nos militares ou polícias. O bispo Cabajar chegou e começou a negociação.
Os pistoleiros exigiam um veículo para escapar com os reféns. O bispo, com o consentimento do exército, levou os pistoleiros e seis reféns no seu veículo. O destino era Lakewood, mas os pistoleiros obrigaram o bispo a parar pelo caminho e fugiram. O prelado assegurou que todos os reféns estavam em segurança e voltou então para a sua diocese.
Não se conseguiu estabelecer a identidade dos sequestradores. No entanto algumas agências sugerem que estes pertencem ao movimento comunista “Exército do Novo Povo”, outras acreditam que eram criminosos comuns.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *