Na noite de 12 de setembro, cristãos e muçulmanos vão rezar juntos pelo bom êxito da visita do Papa ao Líbano, prevista para os dias 14, 15 e 16
Na noite de 12 de setembro, cristãos e muçulmanos vão rezar juntos pelo bom êxito da visita do Papa ao Líbano, prevista para os dias 14, 15 e 16No Líbano, continuam os preparativos para acolher a visita de Bento XVI. Será uma festa nacional e popular, para mostrar a todo o mundo que o Líbano pode ser também neste momento histórico o país da convivência entre cristãos e muçulmanos”, explica à agência Fides o padre antoine Daou, Secretário da Comissão episcopal libanesa para o diálogo com o Islão. Uma novidade significativa é efetivamente a vigília islamo-cristã para invocar a proteção de Deus e da Virgem Maria sobre a visita papal.

Na noite de 12 de setembro, quatro procissões de jovens partirão de quatro pontos de Beirute para convergir no chamado jardim de Maria”, na área da praça do Museu, levando consigo velas e bandeiras do Líbano. ali, por volta das oito da noite, terá início o encontro, com uma programação que prevê cantos, leituras islâmico-cristãs e invocações para pedir a Deus e à Mãe de Jesus que a viagem papal seja acolhida por todos e vivida como uma bênção.

Juntos na paz, no amor, na liberdade e na segurança’ é o título da iniciativa. No encontro está prevista a participação de representantes e autoridades de todas as comunidades religiosas do país. Entre os principais financiadores da iniciativa, estão diversas organizações de diálogo islâmico-cristão, a partir do grupo Ensemble autour de Marie, que há alguns anos dá vida a celebrações comuns entre as duas religiões na festa da anunciação. Esta solenidade foi proclamada festa nacional já em 2010, com a intenção de encontrar na devoção a Maria – compartilhada também pelos muçulmanos – um ponto de convergência entre as diversas comunidades religiosas.