Protestos, em todo o mundo, marcam o segundo aniversário da invasão do Iraque, liderada pelos Estados Unidos. Milhares de pessoas saíram à rua, pedindo o fim da chamada “guerra pela democracia”.
Protestos, em todo o mundo, marcam o segundo aniversário da invasão do Iraque, liderada pelos Estados Unidos. Milhares de pessoas saíram à rua, pedindo o fim da chamada “guerra pela democracia”. a 19 e 20 de Março houve centenas de iniciativas, em todo o mundo, pedindo “a paz e a retirada imediata das tropas que estão no Iraque”. é uma forma diferente de comemorar os dois anos do ataque dos Estados Unidos contra o Iraque.

a 5 de Janeiro reuniu-se o fórum dos movimentos sociais em Porto alegre, Brasil, onde um dos temas de destaque foi a guerra do Iraque.como conclusão, foi pedido um “dia internacional contra a guerra”, tendo sido escolhido o aniversário da invasão do Iraque, 20 de Março.

Segundo a agência MISNa, mais de 100. 000 pessoas marcharam em Londres e 30. 000 em Roma. Nos Estados Unidos houve 725 eventos organizados pedindo o fim da guerra. associações, movimentos de paz, sociedade civil, pessoas de paz, todos pediram o cessar de uma guerra, que continua, diariamente, a causar dezenas de vítimas.

Em Bruxelas, 50. 000 pessoas de toda Europa protestaram “contra a guerra, a economia neo-liberal, o racismo e por uma Europa de paz”.

Enquanto se realizavam as manifestações de protesto, a violência continuava no Iraque. De acordo com o jornal médico britânico “The Lancet”, mais de 100. 000 civis perderam a vida desde o início da guerra, a 20 de Março de 2003.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *