Bento XVI será acolhido, à sua chegada a Sidney, austrália, com uma cerimónia tipicamente indígena, comunicou o comité organizador
Bento XVI será acolhido, à sua chegada a Sidney, austrália, com uma cerimónia tipicamente indígena, comunicou o comité organizadorO programa da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) prevê uma série de eventos destinados a dar a conhecer a cultura aborígene aos jovens peregrinos. além da cerimónia de boas-vindas, estão programadas actuações de artistas e músicos diante do Papa e durante o festival da juventude, assim como exposições de arte aborígene.
Os sacerdotes, bispos e cardeais vestirão paramentos sagrados com símbolos e cores da cultura indígena. a cultura e as cores indígenas estarão patentes aos olhos dos jovens participantes que poderão ter uma experiência extraordinária da cultura e história dos indígenas australianos, afirmou Christopher Saunders, bispo que orienta o comité ad hoc dos 17 representantes das comunidades aborígenes.
Deste modo o mundo ficará a conhecer a face indígena da Igreja católica da austrália, declarou o líder da comunidade indígena de Sidney, Elsie Heiss. O comité organizador decidiu que durante a peregrinação da Cruz e do ícone, que está a percorrer as dioceses australianas, estivesse presente a mensagem tradicional – message stick – aborígene, como um convite aos jovens indígenas a participar na JMJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *