Mundo
Líder da ONU apela a um cessar-fogo mundial
Texto F.P. | Foto ONU | 24/03/2020 | 15:06
António Guterres diz que este é o momento para «acabar com os conflitos armados», para que todos se concentrem «na verdadeira batalha» que é o combate à pandemia do novo coronavírus
imagem
O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou esta semana a um cessar-fogo mundial e imediato em todas das regiões, pedindo às partes em conflito que acabem com a violência, ponham de lado a desconfiança e a animosidade, silenciem as armas, parem a artilharia e acabem com os bombardeamentos aéreos.

«É tempo de acabar com os conflitos armados. A fúria do vírus põe em evidência a loucura da guerra, de uma forma muito clara. O mundo deve, em conjunto, focar-se na verdadeira batalha», que é o combate à pandemia do novo coronavírus, afirmou o líder da ONU, sublinhando que uma trégua global «é crucial» para ajudar a criar corredores humanitários que salvem vidas, abram janelas preciosas para a diplomacia e tragam esperança aos que são mais vulneráveis.

Com conflitos armados brutais que persistem ou se intensificam em vários pontos do planeta, são «os mais vulneráveis, mulheres, crianças, pessoas com deficiência, marginalizados e deslocados, que pagam o preço mais elevado», acrescentou Guterres, lembrando que nos países assolados pela guerra os sistemas de saúde colapsaram e os profissionais de saúde, que já são escassos, são frequentemente atacados. Além disso, os refugiados e as pessoas deslocadas encontram-se numa situação de dupla vulnerabilidade.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.