Fátima
Cristãos chamados a não olhar para a pandemia como um castigo
Texto J.B. | Foto Ana Paula | 23/03/2020 | 11:43
Reitor do Santuário de Fátima pediu aos fiéis para não valorizarem ideias que apresentam a pandemia como um «castigo de Deus». Carlos Cabecinhas lembra aos cristãos que Deus está ao lado de cada um
imagem

Perante ideias que circulam nas redes sociais, particularmente a afirmação de que a pandemia provocada pela Covid-19 é «um castigo de Deus», Carlos Cabecinhas, sacerdote e reitor no Santuário de Fátima, pediu aos cristãos para não se deixarem levar por ideias falsas. «Deus está do nosso lado para nos ajudar a ultrapassar as dificuldades e não para enviar castigos», sublinhou o responsável na Eucaristia deste domingo, 22 de março.

O religioso destacou a importância dos fiéis «poderem e deverem» acreditar num Deus Amor ao invés de um Deus castigador. Além destas advertências dirigidas aos fiéis, a Eucaristia foi também uma ocasião para se rezar, de modo particular, pelas «vítimas diretas ou indiretas desta pandemia, pelos profissionais de saúde e todos os que gastam os seus dias a atender e a salvar vidas», disse o reitor do templo mariano, citado pelos serviços de comunicação da instituição.

A celebração teve lugar na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, sem a presença de assembleia, como medida de contenção da Covid-19. Neste período em que não se realizam celebrações comunitárias, os responsáveis pelo templo da Cova da Iria sugerem, diariamente, ao meio dia, a oração do Angelus, que é transmitida online.

Através do website do Santuário de Fátima é ainda possível acompanhar a recitação do terço, às 18h30, a Eucaristia às 19h15 e, novamente a recitação do terço, às 21h30. A Missa dominical das 11h00 contará sempre com interpretação em Língua Gestual Portuguesa.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.