Fátima
30ª Peregrinação Anual da Família Missionária da Consolata
Jovens apelam à proteção da Amazónia
Texto Juliana Batista | Foto Juliana Batista | 15/02/2020 | 15:12
Via-Sacra missionária chegou ao fim com dramatização de jovens que sensiblizou os peregrinos para as ameaças à floresta Amazónica
imagem

O Calvário Húngaro, em Fátima, foi palco de um apelo à proteção da Amazónia, no final da manhã deste sábado, 15 de fevereiro. Um grupo de jovens ligados aos Missionários da Consolata aproveitou a conclusão da Via-Sacra missionária, nos Valinhos de Fátima, para sensibilizar os milhares de peregrinos que ali se encontravam para a necessidade e urgência de proteger a floresta Amazónica.

 

Através das suas palavras, vestes, pinturas faciais, representações de animais e florestas, os jovens fizeram referência às tribos indígenas que vivem sem contacto com a população, ou que, tendo tido esse contacto, optaram por viver de forma isolada. Os jovens chamaram a atenção para as ameaças à saúde, ao território e aos Direitos com que estes povos são obrigados a lidar.

 

Os peregrinos foram alertados para a problemática do abate de árvores, da extração de minério, e de toda a exploração de recursos de que aquele território é alvo. «A exploração dura há quatro séculos e ainda não terminou», afirmaram os jovens missionários, alertando ainda para as consequências da construção de estradas e da «perda da biodiversidade» que lhe está associada.

 

As queimadas e os «incêndios» na floresta Amazónica também foram alvo da atenção dos jovens missionários, que apelaram aos peregrinos para não fecharem «os olhos a esta situação». A abordagem dos mais novos aos problemas da floresta Amazónica acontece no âmbito do projeto anual dos Missionários da Consolata em Portugal, que este ano decorre com o tema «Nós somos Amazónia», a que apela a ofertas que possam contribuir para formar jovens indígenas.

 

Os 30 anos da beatificação de José Allamano foram também assinalados pelos jovens com diversas mensagens do fundador dos Missionários e Missionárias da Consolata. O beato Allamano foi representado por um jovem, que se moveu por entre a multidão de peregrinos, desdobrando extensas faixas de pano representativas dos cinco continentes.

 

O tema da peregrinação anual – «Atreve-te a seguir Jesus!» – mereceu a atenção dos jovens, que pediram aos peregrinos que se atrevessem a «recomeçar sempre», convidando os fiéis a alargar o coração e a deixar que a caridade entre nas suas vidas. Bernard Obiero, missionário de Consolata e representante da delegação portuguesa dos Missionários da Consolata na Região Europa, concluiu este momento nos Valinhos, deixando aos peregrinos uma mensagem de apelo e coragem. «Para ser missionário é preciso ter fogo», disse o responsável. A peregrinação prossegue na tarde deste sábado, com Eucaristia na Basílica da Santíssima Trindade, e com a consagração a Nossa Senhora, na Capelinha das Aparições.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.