+ infoAcontecer
Portugal
Património religioso exposto em Tavira
Texto J.B. | 07/12/2019 | 09:23
«Assim na terra como no céu» é o nome de uma nova exposição que vai estar de portas abertas no sul do país para revelar ao público «tesouros artísticos da paróquia de Tavira»

Pinturas, imagens «religiosas de vulto, extraordinárias peças de arte `nanbam´, paramentaria, livros e ourivesaria, muitos deles originais de Santiago e de São Paulo», fazem parte da exposição «Assim na terra como no céu». A mostra é inaugurada neste domingo, 8 de dezembro, pelas 16h00, na Igreja de Santa Maria do Castelo, em Tavira, Algarve.

A exposição revela aos visitantes «essencialmente peças de caráter religioso, com funções devocionais, usadas em contexto de cerimónia litúrgica ou como elementos de culto», explicam Marco Lopes e Daniel Santana, curadores da mostra. Além das peças existem «textos explicativos, que desenham um fio condutor entre a história de Tavira e a vida religiosa local, durante os séculos XV e XVIII».

A legenda dos artefactos não se reduz à data e títulos. Contém também uma «breve do seu significado histórico e artístico», destacam os curadores da mostra. Os textos serão também apresentados em inglês, uma vez que a cidade é muito «frequentada por turistas estrangeiros». A exposição vai ainda estar associada à publicação de um «catálogo, com textos mais desenvolvidos em relação aos temas e às peças em exibição».

Miguel Neto, pároco de Tavira, acredita que a iniciativa é um contributo para a valorização do património religioso da região. «Acredito que a comunhão se gera no trabalho conjunto, um trabalho sincero, honesto, voltado para a valorização do património, mas também do sentido de comunidade, pois o que mais gostaria, no final do meu percurso por estas terras, era perceber que as pessoas são capazes de abdicar da si mesmas, das suas particulares idiossincrasias, para criarem valor para todos, para serem verdadeiras testemunhas da sua história, da sua tradição, preservando-as.»

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.