+ infoAcontecer
Mundo
Chile decreta alerta sanitário por causa da crise social
Texto F.P. | Foto Lusa | 16/11/2019 | 13:08
Previsto reforço de meios em seis regiões do país para responder ao aumento das consultas por traumas e saúde mental. As manifestações já provocaram pelo menos 22 mortos, 200 pessoas com lesões oculares e milhares de feridos
imagem
O governo do Chile decretou esta semana o «alerta sanitário» em seis regiões do país, o que levará a reforçar os recursos na área da saúde para responder ao aumento das consultas por traumas e saúde mental, causado pela crise social que se arrasta há quase um mês, com enormes mobilizações, confrontos violentos e saques.

Segundo o Ministério da Saúde chileno, estima-se em 10.000 o aumento das consultas por trauma e um crescimento significativo na procura por atenção em saúde mental. As lesões oculares graves, que em dezenas de casos provocaram cegueira em pessoas feridas por balas disparadas pela polícia em manifestações, estão entre as lesões mais graves.

Com este alerta, o ministro da Saúde, Jaime Mañalich, adquire «faculdades extraordinárias» para requisitar serviços de transporte aéreo, contratação de pessoas extraordinária, reconversão de camas em hospitais e contratação de ex-funcionários, entre outras facilidades de gestão.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.