+ infoAcontecer
Mundo
Pedido cumprimento dos compromissos com direitos das mulheres
Texto F.P. | Foto Lusa | 12/11/2019 | 15:26
Grupo de especialistas em direitos humanos apela à comunidade internacional que aumente a sua vontade política para honrar as promessas feitas há 25 anos, na Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento
imagem
«Chegou a hora dos líderes mundiais honrarem as promessas feitas há 25 anos e renovarem os compromissos com os direitos das mulheres», declarou um grupo de 24 especialistas em direitos humanos das Nações Unidas, na abertura da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento, que teve início esta terça-feira, 12 de novembro, em Nairobi, no Quénia.

Numa nota enviada aos chefes de Estado, ministros, deputados e representantes da sociedade civil que participam no encontro, os relatores especiais enaltecem o «importante progresso» conseguido nesta área desde o primeiro encontro, em 1994, mas advertem que o mundo «está longe de cumprir a promessa» feita nessa reunião. Nesse sentido, apelam para que os direitos das mulheres sejam colocados no centro dos debates políticos e que as mulheres e meninas sejam envolvidas nas decisões.

«Sem respeitar e proteger os direitos humanos das mulheres e o empoderamento e a tomada de decisões sobre seus próprios corpos e vidas, não será alcançado o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável sobre igualdade de género», sublinham os especialistas, dando como exemplos o facto de mais de 800 mulheres continuarem a morrer diariamente devido a causas evitáveis relacionadas com a gravidez e com o parto, ou o casamento infantil «que continua a levar à gravidez na adolescência e à exclusão de meninas do emprego».
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.