+ infoAcontecer
Fátima
«Somos convidados à plenitude da vida»
Texto J.B. | Foto FM | 11/11/2019 | 12:07
O reitor do Santuário de Fátima deixou aos fiéis uma mensagem de esperança, lembrando-lhes que os cristãos têm horizontes «vastos». Além da Missa, o domingo no templo mariano ficou marcado por uma conferência dedicada à história de Fátima e por um recital
imagem

Os três pequenos videntes de Fátima foram especialmente recordados por Carlos Cabecinhas, sacerdote e reitor no santuário de Fátima, durante a Eucaristia a que presidiu naquele templo mariano, na manhã do último domingo, 10 de novembro. «À imagem dos santos pastorinhos somos convidados a manter viva a consciência de que, vivendo neste mundo, esta não é a pátria definitiva. Somos convidados a manter viva a consciência de que a nossa vida se projeta para a eternidade, para o céu, que os nossos horizontes são vastos; somos convidados a manter viva a consciência de que somos convidados à plenitude da vida, à ressurreição e isso tem de ter consequências na vida presente», disse o sacerdote.

 

Entre aqueles que escutavam Carlos Cabecinhas na Basílica da Santíssima Trindade estavam peregrinos integrados em grupos oriundos de Espanha, Itália, Polónia, e Coreia do Sul, entre outras proveniências. O mesmo domingo no Santuário de Fátima ficou marcado pelo encerramento do ciclo «Encontros da Basílica», deste ano pastoral. No âmbito do encontro, os peregrinos tiveram a oportunidade para escutar a intervenção de José Nuno Silva, sacerdote e diretor do Departamento de Pastoral da Mensagem de Fátima, subordinada ao tema «Fátima, lugar de fragilidade – doença e pecado».

«O modo como a história de Fátima oferece sentido à história humana é propor-se como um caminho místico diante do mistério da fragilidade humana: Fátima é a história de um caminho através do mistério da fragilidade humana, um caminho místico iniciado naquele primeiro convite do anjo na loca: `Rezai comigo´», ou, posteriormente, reiterado por Nossa Senhora de Fátima – «`Quereis Oferecer-vos a Deus?´» – demonstrou o sacerdote, citado pelos serviços de comunicação do Santuário de Fátima.

Após a palestra teve lugar um recital interpretado pelos músicos do Coro de Câmara VianaVocale, com a direção de Vítor Lima e acompanhamento pelo fagotista Filipe Novais e o organista Diogo Zão. «Em conjunto, interpretaram um repertório com grande incidência no culto mariano. Do Barroco tardio à contemporaneidade, as obras apresentadas são alicerçadas em salmos, hinos e cânticos que têm como pano de fundo a espiritualidade, a paz e o mistério da vida», destaca o Santuário de Fátima.

Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.