+ infoAcontecer
Mundo
Morales renuncia e deixa vazio de poder na Bolívia
Texto F.P. | 11/11/2019 | 10:13
Presidente boliviano renunciou ao cargo após semanas de protestos devido a alegadas ilegalidades nas eleições presidenciais. A demissão das autoridades que formavam a linha de sucessão deixou um vazio de poder
O Presidente boliviano, Evo Morales, apresentou a sua renúncia ao cargo este domingo, 10 de novembro, após semanas de protestos contra a sua reeleição e depois de perder o apoio das Forças Armadas. A demissão foi celebrada nas ruas do país, que agora se encontra num vazio de poder depois das restantes autoridades que formavam a linha de sucessão constitucional também terem renunciado.

Em reação à renúncia de Morales, o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou ao cumprimento do direito internacional, em especial os princípios fundamentais de direitos humanos, e pediu a todas as partes que se «comprometam e encontrar uma solução pacífica para a crise atual e a garantir novas eleições transparentes e credíveis».

Os resultados de uma auditoria da Organização dos Estados Americanos (OEA) divulgados no domingo, que apontavam «sérias irregularidades» nas eleições, desencadearam os acontecimentos que levaram à renúncia de Morales. Durante a manhã, ao tomar conhecimento do relatório, o agora ex-Presidente anunciou novas eleições, mas a notícia não foi suficiente para conter a ira da oposição.

Morales enfrentou durante o domingo uma avalanche de renúncias de altos funcionários, em alguns casos depois de terem tido suas casas incendiadas, e pela pressão decisiva dos militares e da polícia, que pediram sua renúncia. «Pedimos ao Presidente de Estado que renuncie a seu mandato presidencial permitindo a pacificação e a manutenção da estabilidade, pelo bem de nossa Bolívia», disse o comandante-em-chefe das Forças Armadas, general Williams Kaliman.

A Bolívia enfrenta agora um vazio de poder, pela renúncia de todas as autoridades que formavam a linha de sucessão constitucional. A Constituição boliviana prevê que a sucessão começa com o vice-presidente, depois passa para o titular do Senado e depois para o titular da Câmara dos Deputados, mas todos eles renunciaram com Morales.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.