+ infoAcontecer
Mundo
Pedida proteção para civis nos ataques turcos na Síria
Texto F.P. | 14/10/2019 | 10:29
Nações Unidas têm recebido «relatos perturbadores» sobre os bombardeamentos das forças da Turquia e pedem que as leis internacionais sejam respeitadas. Entre as vítimas civis estão mulheres e crianças
O porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Rupert Colville, lançou um apelo a todas as partes envolvidas nos ataques realizados por forças turcas na Síria, para que sejam respeitadas as leis internacionais em matéria de proteção de civis.

Segundo o responsável, têm chegado do terreno «relatos perturbadores», com mulheres e crianças a serem vítimas dos bombardeamentos aéreos e dos confrontos entre as forças turcas com os grupos armados curdos. Dezenas de milhares de pessoas estão a abandonar a região por causa da ação militar.

Os ataques estão a atingir também as infraestruturas da região, danificando poços de petróleo, uma barragem e os sistemas de abastecimento de água e eletricidade. Na área de Alouk, por exemplo, a principal estação de tratamento de água parou de funcionar, deixando milhares de pessoas sem serviço.

O paradeiro de muitas pessoas permanece desconhecido e Colville disse ter recebido informações de casos de intimidações, batidas policiais de porta em porta à procura de cidadãos curdos, simpatizantes ou associados a eles, maus tratos, sequestros, saques e até assassinatos.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.