+ infoAcontecer
Mundo
Doença ameaça produção de banana a nível global
Texto F.P. | Foto FAO / José Saavedra | 12/10/2019 | 07:03
Fungo detetado na Colômbia pode alastrar a outros países da região e ameaçar a subsistência de milhões de pessoas que dependem do fruto para se alimentarem ou para sustentarem a família
imagem
Os especialistas da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e os agricultores estão preocupados com os impactos sociais e económicos que a doença detetada em plantações de banana na Colômbia pode ter nos países da região. Em alguns casos, a exploração deste fruto chega a representar 75 por cento do rendimento mensal dos pequenos agricultores.

O fungo (TR4) afeta a produção de diversas variedades de plátanos e bananas, ao danificar as raízes e os caules da planta, e pode levar à perda total de produtividade. Em agosto, a doença foi detetada na Colômbia e o país declarou emergência nacional, colocando 175 hectares de fazendas de banana em quarentena. A praga não tem consequências para o consumo humano, mas pode disseminar-se facilmente e de forma rápida, permanecendo no solo até 20 anos.

«Pensar numa dieta sem a banana, por exemplo na região centro-americana, seria um verdadeiro desastre, porque as famílias dependem muito desse consumo. Então, seria um impacto muito grande num país que já tem uma luta constante contra a insegurança alimentar e a fome. O segundo impacto é económico. No Equador, mais de 2,5 milhões de trabalhadores no setor, 17 por cento da população economicamente ativa, vive da banana, vive da produção do plátano. Na América Central, a exportação da banana é igualmente importante. Então, o impacto económico também seria bastante desastroso para a economia destes países», explicou à ONU News o coordenador sub-regional da FAO para a América Central, Adoniram Sanches.

O especialista da agência da ONU destacou que é importante não gerar um «alarme desnecessário» e que existem medidas de defesa sanitária disponíveis que podem conter a disseminação da doença, tendo por isso sido lançado um projeto de emergência para ajudar os países da América Latina e Caraíbas, promovendo uma maior colaboração e troca de experiências entre os Estados da região.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.