+ infoAcontecer
Mundo
Milhões de bebés nascem em zonas de conflito
Texto F.P. | Foto Lusa | 23/09/2019 | 07:03
Pelo menos um em cada cinco bebés a nível mundial passou os seus primeiros momentos de vida em comunidades afetadas por conflitos, devido à violência armada
imagem
O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) revelou esta semana que mais de 29 milhões de bebés nasceram em zonas afetadas por conflitos em 2018. A agência adiantou ainda que pelo menos um em cada cinco recém-nascidos passou os seus primeiros momentos em comunidades afetadas por conflitos armados, em países como o Afeganistão, Somália, Sudão do Sul, Síria e Iémen.

«Todos os pais deveriam poder desfrutar os primeiros momentos do seu bebé, mas para os milhões de famílias que vivem em áreas de conflito, a realidade é muito mais desoladora. Em países de todo o mundo, as zonas onde há conflitos violentos têm severamente limitado o acesso a serviços essenciais para pais e filhos. Milhões de famílias carecem de acesso a alimentos nutritivos, água limpa, saneamento ou um ambiente seguro e saudável para crescer», afirmou a diretora executiva do UNICEF, Henrietta Fore.

Segundo a responsável, as crianças que experimentam momentos traumáticos repetidos ou prolongados, ativam o sistema de controlo de stress do cérebro, o que provoca um «stress tóxico» e culmina em consequências duradouras para a aprendizagem, comportamento e para a saúde, tanto física como mental.

«Algumas das crianças pequenas que vemos tremem com medo, sem controlo, durante horas e horas. Não dormem. Podemos escutá-los a gemer. Não é um gemido normal, é um gemido frio e débil», testemunhou um funcionário do UNICEF no Iémen, salientando a importância do apoio aos cuidadores para que ajudem as crianças a ultrapassar os traumas.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.