+ infoAcontecer
Mundo
Há 41 países a precisar de ajuda alimentar externa
Texto F.P. | Foto Lusa | 21/09/2019 | 07:01
Os conflitos armadas e as condições climáticas adversas continuam a ser as principais causas dos altos níveis de insegurança alimentar. Cabo Verde e Moçambique são dois dos países incluídos na lista
imagem
A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) divulgou esta semana uma lista de países que precisam de ajuda alimentar externa. Entre as 41 nações mencionadas, há duas de língua portuguesa na categoria de insegurança alimentar severa: Cabo Verde e Moçambique.

De acordo com o relatório Perspetivas de Colheitas e Situação Alimentar, a conjuntura em Cabo Verde é causada pelo baixo desempenho do setor agrícola e pastoril. No período entre junho e agosto, cerca de nove mil pessoas estavam na Fase 3 da crise, um número que representa cerca de dois por cento da população total do país.

Já em Moçambique, a situação piorou nas regiões central e sul, devido aos ciclones e às secas severas. Neste momento, cerca de 1,6 milhões de pessoas enfrentam insegurança alimentar, um aumento de 85 por cento em relação ao mesmo período do ano anterior. E antes de março de 2020, época da principal colheita, não são esperadas melhorias.

Na lista agora divulgada, encontram-se 31 Estados africanos. Cerca de metade dos países constantes nesta relação são afetados por conflitos e violência. Outros, enfrentam condições climáticas adversas ou grandes fluxos de refugiados de países vizinhos.

No continente asiático, o Afeganistão tem 3,6 milhões de pessoas em níveis de emergência e outros 10 milhões em níveis de crise. No Sudão do Sul, cerca de 6,35 milhões de pessoas, ou 54 por cento da população total, estão em situação de insegurança alimentar severa. E na Síria, apesar do aumento da produção de trigo ter melhorado a disponibilidade de cereais, cerca de 6,5 milhões de cidadãos continuam em situação de insegurança.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.