+ infoAcontecer
Mundo
Trump endurece medidas para limitar asilo a migrantes
Texto F.P. | Foto Lusa | 17/07/2019 | 10:46
Nova norma coloca mais restrições à elegibilidade dos estrangeiros que procurem refúgio nos Estados Unidos da América, sobretudo aos que atravessaram a América Central
imagem
O governo norte-americano lançou esta semana uma nova normativa que irá dificultar ainda mais o processo de pedido de asilo para os centro-americanos que chegaram ao país através da fronteira com o México, numa nova tentativa de conter o fluxo de migrantes que procuram refúgio nos Estados Unidos da América (EUA).

«Uma pessoa que entre ou tente entrar nos EUA pela fronteira sul depois de fracassada o pedido de asilo num terceiro país que não seja o da sua nacionalidade ou de residência legal, através do qual tenha transitado rumo aos Estados Unidos, é inelegível para o asilo», determinam as novas normas.

Não serão abrangidos por estas regras os estrangeiros que demonstrarem que solicitaram refúgio em pelo menos um país e o seu pedido foi negado em última instância; quem entrar na definição de «vítima de uma forma grave de tráfico de pessoas»; e quem tenha transitado no seu caminho para os Estados Unidos por países que não fazem parte da Convenção de Refugiados de 1951, ou do Protocolo de 1965.

O governo mexicano criticou as restrições impostas por Trump e pediu que os estrangeiros barrados nos EUA sejam devolvidos para o seu país de origem, e não para um terceiro. A maioria dos estrangeiros que chegam à fronteira norte-americana de forma irregular através do México é procedente de El Salvador, Guatemala e Honduras e tenta fugir da pobreza e da violência das gangues.
Qual é a sua opinião?
Login
Email: Palavra-chave:
Esqueceu-se da sua palavra chave?
Registar
Comentário sujeito a aprovação.